Rádio Transmusic
Publicidade
Publicidade
Nossa Localizacao
São Luís/MA
Copa causa emoções, altera a rotina e tem impacto na economia
16/06/2018

O Estado acompanhou a mudança na rotina da cidade e constatou que a participação brasileira aproxima vizinhos, altera expedientes e impacta na economia local
 
O sonho de ver a Seleção Bra­sileira ser hexacampeã do mundo na Rússia a partir deste domingo, dia 17, às 15h, contra a Suíça, reforça a tese de que a Copa do Mundo - principal torneio de futebol do planeta - é capaz de mexer com as emoções, mesmo daquelas pessoas menos ligadas ao jogo mais popular de todos. O Estado acompanhou, por vários dias, a mudança na rotina da cidade com a proximidade da estreia do Brasil no Mundial e constatou que, co­mo de praxe, a participação brasileira aproxima vizinhos, altera expedientes em repartições públicas e impacta diretamente na economia local.
 
Sobre o impacto nas finanças, levantamento divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e repassado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio) exclusivamente para O Estado, mostrou que 65,6% das famílias de São Luís apresentam intenção de consumir itens em função da Copa do Mundo da Rússia. A maior parte dos consumidores deverá comprar alimentos ou bebidas. Outros 22,9% pretendem adquirir itens de vestuário. Um dado chama a atenção: apenas 2,8% dos ludovicenses apontaram interesse para comprar televisores.
 
Do total de consumidores entrevistados, 34,4% pensam mais na contenção de gastos e afirmaram que não deverão comprar nenhum produto durante o mundial. A capital, aliás, apresenta média de intenção de consumo para o período inferior à média nacional. De acordo com a Fecomércio, apesar deste índice, o mês de junho deverá ser lucrativo.
 
“O mês de junho tende a ser bastante lucrativo para o comércio em São Luís, pois o Dia dos Namorados já apresentou uma variação positiva nas intenções de compras. Agora, temos pela frente a Copa do Mundo de Futebol, com reflexos favoráveis para segmentos específicos do nosso comércio, e ainda temos todo o período das festividades juninas, que também movimentam a atividade econômica”, ressalta o presidente da Fecomércio, José Arteiro da Silva.
 
Em relação aos gastos, a maior parte dos consumidores pretende gastar entre R$ 101,00 e
R$ 200 (35,7%). Outros 28,2% dos entrevistados deverão aplicar en­tre R$ 201,00 e R$ 300,00 em itens da Copa do Mundo. Sobre a forma de pagamento mais usual, de acor­do com a pesquisa, 52,2% optarão pela compra parcelada. Outros 47,8% deverão realizar as compras à vista.
 
Segundo a direção da Fecomércio, períodos como a Copa do Mundo são fundamentais para a economia local. “Esses momentos de vendas sazonais são importantes molas propulsoras para dinamizar a recuperação econômica da atividade comercial em São Luís. A gradativa recuperação do mercado de trabalho tem incentivado esse aumento da confiança do consumidor e isso é bastante positivo nesse momento de retomada do ciclo econômico”, disse José Arteiro.
 
Produtos diversos
Entre os chamados souvenirs (ou seja, produtos que fazem menção à Copa do Mundo), os chapéus e as cornetas estão entre os mais procurados. Geralmente, são artigos negociados a preços populares (os mais caros não ultrapassam os R$ 30,00). Outro item bastante procurado no período é a camisa (não necessariamente a oficial). Algumas empresas oferecem, a preços módicos, camisas do Brasil customizadas e feitas ao gosto do freguês, a partir da personalidade do cliente.
 
 
Estabelecimentos de maior porte, com faturamentos que superam as unidades dos bairros mais populares, preveem uma elevação de até 50% no período de Copa do Mundo, seja com vendas de camisas ou de bebidas alcoólicas ou de alimentos, como carne vermelha. No bairro João Paulo, uma das localidades com grande concentração de distribuidoras deste tipo de produto, os donos dos estabelecimentos abrirão inclusive aos domingos para atender a deman­da até o fim do mundial. “A gente está apostando em boas vendas neste período de Copa [do Mun­do]”, disse Edgar Martins, dono de um estabelecimento que vende fogos de artifícios e produtos em referência à Seleção Brasileira (como chapéus e cornetas).
 
Números do impacto na economia a partir da Copa do Mundo
 
65,6% das famílias de São Luís consumirão itens da Copa
34,4% dos entrevistados pensam na chamada “contenção de gastos”
35,7% dos consumidores deverão gastar entre R$ 101 e R$ 200 com itens da Copa
52,2% optarão por compras neste período de forma parcelada
47,8% realizarão as compras para a Copa à vista
 
Fonte: Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão
Fonte: OESTADO
Forró Brasilis
15:00 as 16:00
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Av Daniel de La Touche - São Luís/MA
Ligue agora
Horário de atendimento
08:00 AS 18:00 HS